Excerto do livro de poesia “É preciso calar o monólogo”

geou hoje sobre o caule do teu exorcismo de vítima
e logo enunciaste o monólogo austríaco
da minha confissão latente

Ler mais…