Porque hoje é dia da Poesia...

“Por


nesse olhar que foge de toda a alteridade
há talvez um certo prazer em arrebanhar a nostalgia e o amor
impugnando e rabunhando a toda a força a exceção intrínseca

queres ratificar o medo
como supremo soberano da empatia possível

mas deixa que te diga
há uma palavra escondida no melhor de ti
perdida outrora naquela pessoa que te esqueceste
e que aguarda a hora
em que tu serenamente
a pronuncies

o mundo será bem melhor quando acreditares neste poema


Outros artigos que poderão interessar-lhe: